os (des)equilíbrios possíveis que derrubam o sol e a lua

assim na terra

como homem, marte, adão

ar fogo água terra

vênus eva

lua, mãe, virgem maria, meri, devaki

como no céu

hórus krishna deus

os 12 discípulos, signos

céu e inferno

persona performance polar

universo definido a partir das polaridades

as quatro estações, a matemática de explorar 30º de um símbolo

yin e yang ainda é sobre princípio feminino e masculino

o pensamento binário pode servir pra gente dizer

se quer aquilo que está na nossa frente

ou não

eu gosto do pensamento binário pra poder dizer que não quero pensamento binário em mim

atos políticos que usam do binário para dizer que não

ou sim

corpos políticos que precedem o yin e yang e fecham as portas pro zero e um mental

meu corpo não-binário não te pertence e não te cabe

 

 

 

 

 

 

 

 

 

chez-moi

a casa se desfaz em pedaços
feito as unhas roídas que insisto em pintar
o que não há remédio
remediado há de estar

o pó da lixa na parede
me invade os pulmões
e é no ar que eu sinto
que tudo se vai

me desfaço de coisas e outras coisas
mais coisas
muitas coisas
aparecem
dos cantos do sofá e debaixo da cama

a poeira sobe
a visão fica turva
tudo o que se vê aqui de dentro
não necessariamente é
o que tem lá fora

no fim das contas
acabamos nós
todos dentro
da baleia

desculpa

eu me corto sem querer e nem vejo deixo a tinta entrar na ferida aberta molhada e quente de sangue diluindo o pigmento
eu me encontro no meio de duas almas tão próximas e tão longe e tão unidas por um único fio que quase se arrebenta
há tanto movimento vindo direto e exclusivo do sétimo raio que o som do relógio já nem é necessário para levantar
só não levanto com os galos porque isso de acordar muito cedo de nada adianta pra quem tem ansiedade
sai da cama tem tempo toma banho ainda tem tempo ainda tem que clarear pra lavar a roupa
tem
tempo
a perna treme a mão começa a suar o coração palpita e tu pensa: vou voltar a dormir
volta pra cama tem pouco tempo vira pra um lado vou ficar mais cinco minutos
o relógio desperta às oito e tu percebe que levantou às cinco e ficou três horas
em crise
há de ter um preparo mental para compreender essa situação quase que diária da culpa por não ter feito tudo
e na verdade nem ter feito nada
me culpo me perdoo me culpo e volto a me perdoar (mas com o pé atrás)
não é que eu ande sem tempo pra encontrar as pessoas ou fazer as coisas pros outros ou até mesmo pra mim
mas é que o tempo que passa é o tempo que eu fico preocupada com o tempo que passou e que não vai mais passar
e o tempo que eu perdi pensando o tempo todo sobre o tempo
desculpa
preciso
parar
com
o
café

pescaria

a minha família me ensinou
a pescar
mas não pescar de me preparar pro mundo
mas a pescar mesmo
peixe
glub glub
era uma tradição dos homens aprenderem a pescar
e então você vê
o patriarcado
em todas as formas

mas nem é sobre isso
que eu quero falar
ter te pescado, meu bem
(e foi aí que eu aprendi a pescar)
foi um erro

lembrei que aprendi com a família
que, quando a gente pesca
um peixe pequeno
a gente devolve pro mar
pra pescar quando ele for
um pouco
mais
adulto

quando te vi
de verdade
tu virou fumaça

deslizou e escorreu
das minhas mãos
como se fosse a água
dessa chuva

o problema dos librianos é,
que quando juntos,
ambos estão com medo de tudo